Web,ruby, Ajax ou qualquer outra coisa que me venha a cabeça (com prioridade para esta última)

23 dezembro, 2010

18 dezembro, 2010

Caçadores de Planetas

Já sonhou ser o primeiro a fazer uma descoberta? Quer descobrir um planeta você mesmo? Graças ao http://www.planethunters.org, o último projecto do Zooniverse, pode ser capaz de o fazer usando dados da missão Kepler da NASA.

O objectivo da missão Kepler é apanhar uma pequena variação de brilho que seja causada pela passagem de um planeta na frente da estrela que orbita. Os computadores da Kepler estão a passar a pente fino os dados, mas nós no Planet Hunters apostamos que alguns planetas só serão descobertos pela capacidade espantosa de humanos em reconhecerem padrões. Isto é um jogo, uma aposta na capacidade de humanos baterem máquinas ocasionalmente, e para tal ter hipóteses de ser bem sucedido, necessita da sua ajuda.

Quer experimentar? Venha junte-se na nossa aventura e registe-se no Planet Hunter agora!

14 dezembro, 2010

SNR B0509-67.5

Parece um anel delicado,o objecto fotografado pelo Hubble. Sereno nas profundidades do espaço, mas escondendo ser o resultado de uma onda de choque e material ejectado de uma supernova. A bolha é o que resta de uma explosão estelar muito forte na Grande Núvem de Magalhães, uma pequena galáxia a cerca de 160.000 anos-luz da Terra.

Loading player...

Via: Space Telescope.

07 dezembro, 2010

Como se aprende a ler?

A Fundação Francisco Manuel dos Santos realiza, nos dias 6 e 7 de Dezembro, mais uma conferência do ciclo “Questões-chave da Educação” sobre o tema “Como se aprende a ler?”.

A conferência discute o modo como se aprende a ler, assim como as estratégias de fomento de leitura, analisando as experiências de vários países. Apresenta ainda um estudo sobre alguns dos nossos manuais de leitura de níveis iniciais.

Consciente da importância deste tema não só para os directamente envolvidos no processo educativo mas também para a sociedade em geral, a FFMS convida-o a acompanhar a conferência em directo, através do site da SIC Online – Notícias (http://sic.sapo.pt/online/noticias/) no dia 7 de Dezembro pelas 17h30m.

25 novembro, 2010

Sessão Especial no Planetário de Lisboa, 26 de Novembro

Planetário de Lisboa, Lisboa

No âmbito da Semana da Ciência e da Tecnologia e do Ano Internacional da Biodiversidade, realiza-se uma Sessão Especial para os Professores e alunos do 3.º Ciclo e/ou Secundário. A Sessão é composta por visita às exposições patentes na Galeria do Planetário, alusivas ao Ano Internacional da Biodiversidade e ainda sobre Astronomia “A Terra um astro debaixo dos nossos pés” e pelas palestras alusivas aos seguintes temas:

Como conhecer o céu nocturno – um passeio pelo céu do Outono

Quem é que nunca desejou saber o nome de uma estrela, ou identificar uma constelação do céu? Ou reconhecer a constelação cujo nome está associado ao seu signo pessoal, (por exemplo: Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Gémeos, Touro, etc.)? Contrariamente ao que possa parecer, estas identificações são simples e acessíveis desde que seja seguida a técnica própria, fácil de aprender.

Serão também apresentados métodos de orientação e conceitos fundamentais de astronomia, úteis aos jovens.

Se já tentou localizar algumas estrelas e constelações no céu e se sentiu perdido(a), então esta palestra foi feita para si.

23 novembro, 2010

Noites no Observatório

No próximo dia 27 de Novembro, o Observatório Astronómico de Lisboa tem o prazer de realizar mais uma sessão, a última do ano de 2010, de as "Noites no Observatório".

Esta iniciativa mensal decorreu ao longo do ano de 2010 com o primo objectivo de proporcionar ao público um contacto próximo com a Astronomia e dar a conhecer o riquíssimo património histórico, arquitectural e instrumental, da Astronomia portuguesa e mundial nos séculos XIX e XX.

A sessão de dia 27 de Novembro terá início às 20:30 e terminará às 23:00. Neste dia serão realizadas uma palestra de divulgação e observações com telescópio.

A palestra estará subordinada ao tema "A Estrela de Belém", proferida pelo Prof. Doutor Rui Agostinho (Houve uma palestra em 2003 com o mesmo título havendo vídeo). As observações decorrerão em contínuo ao longo da noite e estão sujeitas às condições meteorológicas. Independentemente destas, a palestra será sempre realizada e possui uma duração aproximada de 45 minutos.

Aconselha-se o uso de roupa confortável e quente, visto que as observações têm lugar no exterior.

O acesso à actividade é livre mas carece de uma inscrição prévia pois, por motivos logísticos, existe um número máximo de participantes. A inscrição é efectuada online na seguinte página:

http://www.oal.ul.pt/index.php?link=actividadesOAL

Como existe um número máximo de participantes, se após a inscrição verificar que não lhe é possível comparecer, por favor anule a inscrição na seguinte página:

http://www.oal.ul.pt/index.php?link=actividadesOAL_anul.

A entrada na Tapada da Ajuda faz-se pelo portão da Calçada da Tapada, em frente ao Instituto Superior de Agronomia.

22 novembro, 2010

Nanotomografia

Investigadores do HZB obtiveram imagens de pequenos componentes celulares no seu ambiente natural - deixando a célula intacta.

Os investigadores do Centro de Berlim Helmholtz desenvolveram um microscóptio de nanotomografia de raio-X. Utilizando o seu novo equipamento, foram capazes de revelar estruturas dos mais pequenos componentes celulares de mamíferos a 3D. Pela primeira vez, não foi necessário fixar quimicamente, colorir ou cortar as células de modo a serem estudadas. Em vez disso congelaram células e estudaram-nas no seu ambiente natural. O novo método permite a obtenção imediata de imagens 3D, fechando uma falha das técnicas de microscopia convencionais.

The Amazing Story of Quantum Mechanics

James Kakalios, professor na Universidade do Minnisota e autor do livro de quadradinhos «Physics of Superheroes» volta à carga com um livrinho acessível e sem matemática sobre mecânica quântica. A apresentação em vídeo do livro começa mais ou menos assim:

Esta história começa nos desenvolvimentos em física nos anos 20, com a tentativa de compreender a interacção entre a átomos e luz e de onde resultou a Equação de Schrödinger. Nos anos 50, nos Laboratórios Bell inventou-se o transistor (embora sem que tenha sido o transistor do tipo que se desejava - nota minha) e o LASER, na actualidade temos uma palafernália de dispositivos electrónicos como PC, telemóveis, mp3, ... Schrödinger não estava a tentar produzir o leitor de DVD, mas sem o seu trabalho e o de outros tal não seria possível.

Há quem diga que esta forma de apresentação é demasiado ligeira, alguns mesmo quase como um insulto diriam que é demasiado americana (algo que já disseram de mim), de facto para aqueles que desejam algum contexto adicional a série da BBC sobre mecânica quântica talvez seja melhor.

Lista de vídeos da BBC.

Na quarta parte deste documentários encontra-se algo que se assemelha em princípio ao das bonecas russas as matrioskas só que neste caso com quadros, que podem destapar quadros, que podem destapar quadros...

Um leitor disse-me que tinha transformado o meu blogue em algo onde só aparecem vídeos e um pouco de texto. Tem inteira razão, mas o tempo e a paciência não têm dado para mais.

21 novembro, 2010

Micro-ondas

Já alguma vez desejou "ver" onde estavam as micro-ondas no seu forno?

20 novembro, 2010

A Maneira Natural de Mugir

Já tinha ouvido dizer muita coisa, mas de natural parece-me que um robot tem pouco, mesmo um robot para mugir vacas.

The Bloom Recycled Laptop

Prémio Inventor do Mês da Autodesk.

Pião

Os piões mágicos quando postos a rodar dão uma volta sobre si próprios. Este brinquedo deixou fascinados dois vencedores do prémio Nobel da física. Os piões mágicos quando são postos a rodar suficientemente rápido inclianam-se e eventualmente a parte mais grossa deixa a superfície onde está a rodar. Como é que isso sucede?

Via: fisik.

Ecrã táctil de Gelo

A Nokia anda tão ocupada a fazer algo que não seja uma trelamóvel que até pode brincar aos ecrãs interactivos.

Segway a 40km/h

Em Talin houve um maker que resolveu fazer uma modificação ao Segway e tal alteração permite-lhe atingir 40km/h. Se já tinha receio de me colocar em cima duma coisa destas esse receio aumentou um pouco.

19 novembro, 2010

Parede de Computadores


Hoje vi num artigo do Carlos Martins em que um fulano tinha resolvido colocar um computador de secretária na parede, como se fosse um quadro contemporâneo. Um russo fez algo um pouco diferente usando uma série de computadores antigos e uns quantos ecrãs fez uma parede com: 41 monitores e 74 unidades centrais que compõem uma parede colorida e de alta tecnologia. No entanto como qualquer coisas boa, tem um lado negro: o consumo anda à volta dos 25-28 kWh! (correcções introduzidas)

Via: EnglishRussia.

Refracção

Refracção é a passagem da luz por meios com diferentes índices de refracção. A refracção modifica a velocidade da luz, mesmo que a direcção permaneça a mesma (caso a luz incida perpendicularmente à superfície que separa os meios). Índice de refração é a relação entre a velocidade da luz no vácuo (c) e a velocidade da luz em determinado meio.

Um exemplo deste fenómeno vê-se quando se coloca um lápis num copo de água: o lápis parece quebrado. Também se dá este fenómeno quando a luz atravessa camadas de ar com temperatura diferente. Os espelhos são um caso extremo de refracção e que se denomina de reflexão total. O conceito de refracção é aplicável a qualquer tipo de onda.

Refraction from Jesse Zanzinger on Vimeo.

Train of Tought

Stop motion com papel recortado de Leo Bridle e Ben Thomas, que o criaram para terminarem o seu curso em filmes do Instituto de Artes em Bournemouth. No caso de ter gostado pode dar um salto aos bastidores da produção do filme e ao sítio oficial.

Train of Thought from Leo Bridle on Vimeo.

Somos semelhantes a formigas

People Watching Plus de Rune Madsen no Vimeo.

Esta pequena experiência de comportamento de pessoas em trânsito foi executada num passeio.

20 Things I Learned

20 Things I Learned é um livro ilustrado, criado pela Google, para explicar como funciona a Internet a um nível muito básico, é portanto um livro para quem não sabe nada ou sabe muito pouco sobre o assunto.

18 novembro, 2010

Câmara para o carote: 35.000.000 USD

Bom, melhor dizendo detector de energia negra.

Via: Wired.

Livro e AR

Este livro foi produzido no Instituto Politécnico de Lausana.

Ubuntu Multitoque com Kinect

Isto ainda é demasiado alpha para o meu gosto mas se quiser pode instalar seguindo estas instruções:

  1. sudo apt-add-repository ppa:floe/libtisch
  2. sudo apt-get update && sudo apt-get install libtisch libtisch-dev libtisch-csharp libtisch-java libtisch-python

Android

Não o so de trelasmóveis mas o da kokoro. O robot foi desenvolvido pela Universidade de Osaka.

Este artigo está completamente desconexo, parece ter parte de um comentário a outro assunto e termina com algo associado ao vídeo, mas está completamente errado. Só será mantido para ficar registada a asneira.

Actualização: Bolas parecia que nem eu conseguia perceber aquilo que tinha escrito. Cheguei a pensar que tinha truncado uma twitada e um texto. O ter escrito so (Sistema Operativo) em minúsculas foi aborrecido. O que queria dizer é que para além do Android sistema operativo de telemóveis havia outros andróides ou tentativas de androides sendo o da Kokoro um dos mais perfeitos emitadores de humanos. Só isso. Associo a andróides japoneses a história do andróide do professor Sato (personagem do Blake & Mortimer) e estou sempre à espera que os bad guys tomem conta do planeta, claro. Mesmo que o andróide em causa tenha o outro sexo, como é o caso.

Papá com muito jeito e tempo

Obrigado ao corrector ortográfico.

100 anos

Há 100 anos Searle Dawley escreveu e realizou Frankenstein. Levou 3 dias a filmar a curta metragem de 12 minutos (num tempo em que a maior parte dos filmes o era em 1 dia). Foi a primeira adaptação de um livro de Mary Shelley. O filme foi feito nos Edison Studios pela produtora do inventor Thomas Edison.

Pode ver o filme a partir do Internet Archive. Pode obter informação adicional no The Frankenstein blog.

O que é que as pessoas fazem quando não fazem nada (NSFW)

"Office" Getxophoto 2010 Photo Festival

Na versão bug.

Padrões Numéricos

Por vezes para tentar-mos compreender algo, temos que passar por uma fase de maravilhamento. O que é que acha destes padrões numéricos:


O que são os «Amazon Studios»?

Os Amazon Studios acha que se deve aplicar as tecnologias do século XXI para produzir e partilhar filmes e guiões tendo criado um pacote de prémios com um valor de 2,7 milhões de USD, no primeiro ano, para os guiões e filmes que sejam hospedados.

Mensalmente será atribuído um prémio para o melhor guião, 20.000 USD e um prémio para melhor filme no valor de 100.000 USD. Os melhores projectos poderão acabar nos ecrãs de cinema. A comunidade de utilizadores irá criticar e aconselhar. Os guiões poderão ser transformados em filmes com duração de longa metragem.

O primeiro filme não me parece valer a pena a energia consumida, mas isto posso ser eu a estar sangado com a hora a que estou a escrever eis: Signatures, Matthew's Final.

Via: Good Gear Guide.

Linotype

Sem nada a haver com os Amazon Studios um filme de que julgo já ter twitado lançou o seu novo site e aguarda por financiamento pela comunidade de internautas para acabar a sua produção Linotype.

17 novembro, 2010

Há 40 anos

Há 40 anos alunou o veículo lunar Lunokhod-1. Foi o primeiro robot com controlo remoto a operar fora da Terra e andou 11 meses a explorar o Mare Imbrium. O Lunokhod-1 foi um dos veículos enviados pelos então soviéticos para a Lua a bordo da missão Luna 17.

O aspecto é o de uma banheira coberta com rodas.

Este veículo levou um retro-reflector de fabrico francês para experiências sobre distâncias (a Lua tem vindo a afastar-se da Terra) similar a outro enviado no Lunokhod-2 (que reflecte bem menos) e a outros que seguiram nas missões Appolo. Para medir a distância da Terra à Lua envia-se um raio de luz LASER e mede-se o tempo que demora a regressar à Terra após reflexão num destes espelhos.

Após um longo silêncio quer dos franceses quer dos sovieticos nos anos 70 quanto ao registo de observações e após uma série de tentativas falhadas pelos americanos o retro-reflector voltou à acção no início do ano. A equipa do LROC dirigido por Mark Robinson determinou a posição do retro-reflector de forma bastante precisa e a equipa de Tom Murphy enviou impulsos de luz laser do Observatório de Apache Point apontando para as coordenadas fornecidas pelo LROC e altitude indicada pelo altímetro a LASER do LRO.

Tangible

Tangible - Experimental User Interface from Georg Reil on Vimeo.

O vídeo mostra o que podem vir a fazer interfaces móveis no futuro próximo.

Tangible, concebido por Georg Reil e Christoph Döring, é um dispositivo simples cuja imagem apresentada muda em resposta à inclinação, pressão e movimento. Pode parecer simples, os ecrãs sensíveis ao toque tais como os do iPad podem responder à inclinação, mas fazem-no tentanto manter a imagem estática.

Pelo contrário, Tangible, tem imagens que realmente mudam dinamicamente em resposta a entradas físicas. Pense nisto como mais próximo de realidade virtual ou jogos com entrada 3D gestual.

Pionneer One

Pionneer One é uma série televisiva de muito baixo orçamento, com distribuição por torrent. O financiamento dependerá da adesão financeira do seu próprio público.

PIONEER ONE: New Episodes Teaser from Pioneer One on Vimeo.

Glow Eindhoven 2010

Este espectáculo fez parte do festival de luz Glow Eindhoven 2010, decorrido na semana passada.

Tempos modernos

Oh. Desculpem-me julgava que já não se via destas coisas. Se não fosse a tez da pele e o ambiente quase podia passar por um take do «Tempos Modernos», sem a maquinaria. A precisão e repetição estão presentes. Há claro uma diferença a disrupção de CC no filme.

16 novembro, 2010

Graph 500

Durante a Conferência de Supercomputação de 2010 em Nova Orleães, a decorrer, vai ser apresentado amanhã novo sistema de classificação de supercomputadores.

O novo sistema, designado por Graph500, irá testar as capacidades dos supercomputadores na análise de grandes estruturas baseadas em grafos que ligam a um número muito elevado de pontos de dados, tais como os que surgem nos problemas de biologia, sociologia e segurança, entre outras áreas.

«Ao criarem este teste, esperamos influenciar os fabricantes a construirem computadores com uma arquitectura que trate este género de programas cada vez mais complexos», disse Richard Murphy do Laboratório de Sandia

O director do Centro de Computações, Computadores e Matemática do Laboratório Sandia disse «A definição profundamente pensada deste novo padrão competitivo é súbtil e importante, pois pode influenciar fortemente a arquitectura de computadores para as próximas décadas».

O grupo não está a tentar competir com o Linpack, o padrão actual de teste de velocidade de supercomputadores é um teste complementar mais de acordo com as necessidades do laboratório. O Linpack é um mecanismo de teste para avaliação de computação de base, com pouca relação com os problemas que é suposto as máquinas resolverem.

Os problemas intensivos em dados são muito diferentes dos problemas ordinários intensivos em cálculo. Ao contrário de aplicações orientadas pela computação, a análise de grandes conjuntos de dados envolve, pesquisa em conjunto grandes e esparsos e operações de computação normalmente simples. O Graph500 cria dois cernes computacionais: um grande grafo que representa um número elevado de ligações de participantes e um cerne paralelo a este para busca no grafo.

O que os cientistas pretendem é resultados de conjuntos de simulações ou resultadosde grandes simulações de forma automatizada, sendo o Graph500 uma metodologia de o obter. Os problemas de grafos podem ser usados para compreender o que é que a simulação disse.

Cinco problemas tipícos para cernes computacionais como estes são a cibersegurança, a informática médica, o enriquecimento de dados, redes sociais e simbólicas:


Este grafo sintético foi gerado usando um método designado por multiplicação de Kronecker usado por Jeremiah Willcock da Universidade do Indiana um dos autores de «Active Messages for Parallel Graph Computations»


  1. As grandes empresas criam milhares de milhões de registos nos diários (entradas em log files) e necessitam de um varrimento completo.
  2. Há milhões de fichas médicas, havendo milhares de milhão de peças individuais de informação sobre pacientes que podem exigir uma resolução ao nível do indivíduo.
  3. Enriquecimento de dados: Por exemplo no domínio marítimo há um certo número de transponders, dezenas de milhares de navios e dezenas de milhão de peças individuais de carga. Estes problemas têm ainda diferentes tipos de entradas de dados.
  4. Redes sociais, praticamente sem limites.
  5. Redes simbólicas, como por exemplo, o cortex humano com 25 mil milhões de neurónios e com 7000 ligações em média cada um deles.

Alimentando a Célula: Mitocôndria

A investigação em ciências da vida depende frequentemente do desenvolvimento de novas formas de visualização de processos e moléculas importantes. O mero facto de observar e registar dados está na base de todas as ciências da natureza. O mesmo se passa quanto ao ensino e comunicação de ideias científicas. Ver é o começo da compreensão. As BioVisions da Universidade de Harvard são uma forma muito poderosa de comunicar ideias em biologia.

Memória de Massa

Imagine um computador equipado com memória à prova de choque, que seja 100.000 vezes mais rápida e com uma alimentação menor do que um disco rígido. O Prof. Mathias Kläui inventou um novo tipo de memória "Racetrack", uma memória de grande capacidade, de com uma leitura-escrita muito rápida que no futuro irá eventualmente encontrar o seu caminho até um computador perto de si.

Os discos rígidos são rápidoslentos (obrigado Luís. Dá sempre geito ter quem leia com mais atenção) e podem armazenar enormes quantidade de dados, mas têm um defeito são lentos. Quando um PC arranca, gasta 2 a3 minutos até que pode ser usado eficazmente após a transferência de dados para a memória RAM. Perde-se muito tempo em produção, consumo de energia e dinheiro

A solução envolve dados gravados num nanofio de níquel-ferro, um milhão de vezes mais pequeno do que a fita magnética clássica, contrariamente à fita magnética nada neste sistema move mecanicamente.

Investigadores do Centro de Pesquisa da IBM em Zurique estão a prever colaborar com o Professor Kläui na construção de um protótipo.

Racetrack Memory

Quão redonda é a sua "circunferência"

Um polígono de Reuleaux é uma curva de largura constante, isto é, uma curva onde todos os diâmetros têm o mesmo comprimento. O mais conhecido é o triângulo de Reuleaux. Ambos os nomes advêm de Franz Reuleaux, engenheiro alemão do século XIX que fez trabalho na área de máquinas que transformavam um tipo de movimento noutro. O conhecimento destas características já era conhecido antes dele.

Já agora parece que foi usado o geogebra para fazer as demos gráficas.

Projecção em anel 360º

The Ring Screen from Brian Dressel on Vimeo.

Uma estrutura ligeira, uns quantos projectores, uma tela e podem obter-se projecções de 360º. Continuando numa via comercialeira da imagem da mesma colecção temos algo que anda no mesmo espaço da ydreams.

Respondr Demo from Brian Dressel on Vimeo.

Como é que os aviões voam

por Justin no Left-Handed Toons


Para quem queira uma explicação menos mágica ver comentário de Pinheiro.

SUGRU

Um silicone que de acordo com a TR é um dos produtos mais inovadores de 2010. Ah, já me esquecia serve para pequenas reparações, pode funcionar como fita-adesiva, borracha, por ser silicone pode ir à máquina de lavar, é curado à temperatura ambiente...

Ver ainda: sugru.

Computing?


Hoje ao ler a Technology Review deparo-me com um texto sobre um material hiper-hidrofóbico na secção de computação, trato de ver se lá vem explicado algo sobre a forma de o obter que tivesse explicitamente a haver com computação, nada encontro. Bom até nos melhores cai uma mancha. A TR tem uma secção de materais onde este artigo caberia por inteiro.

Acessórios para bicicletas

Isto fez-me lembrar quantas vezes era mais prático uma daquelas bicicletas que se dobram todas, uma daquelas que foi levada até ao Parque das Nações para um dos almoços do Planeta Geek.

15 novembro, 2010

Aranha

Este aracnídeo tem no seu cerne uma processador ARM Cortex M3. Uma bossúla, dois sensores ultrasónicos, um acelerómetro fornecem os dados a serem tratados para a avaliação dos DNA. O algoritmo genético empregue exigiu esforço pois há um grande número de variáveis nas funções de orientação a serem alteradas pelo algoritmo genético. O robot é comandado com um controlo remoto Nintendo Wii o que lhe permite operar de forma autónoma. O robot aprende a andar e por isso a sua velocidade e atitude vai evoluindo ao longo do vídeo.

10 séculos em 5 minutos

Olhem só para a estabilidade do cantinho inferior esquerdo.

Via: Jorge Candeias e Brainpicker.

Ética e robots

Susan Anderson e o seu marido Michael Anderson são respectivamente professora de filosofia e cientista de computadores. Fazem trabalho colaborativo num campo de investigação designado por ética das máquinas. Usando as suas perspectivas diferentes os Anderson programaram um robot para se comportar eticamente:

Já há máquinas que fazem coisas com peso ético, tais como as caixas multibanco, carros que se conduzem a si mesmos e robots cuidadores de pessoas da terceira idade. Desejamos ou não que se comportem de forma ética?

O campo da ética das máquinas combina técnicas de inteligência artificial com a teoria da ética, um ramo da filosofia, para determinar como programar máquinas para se comportarem de forma ética. No entanto não há um entendimento comum sobre que princípios éticos devem ser programados nas máquinas.

Em 1930 William David Ross introduziu na ética um novo conceito o dever de prima facie, no qual uma pessoa deve pesar váias obrigações quando se decide a agir de forma moral - obrigações tais como ser justo, fazer o bem, não causar dano, manter as promessas e mostrar gratidão.

Esta maneira de encarar a acção ética nunca foi suficientemente desenvolvida para permitir instruir uma pessoa sobre como avaliar estas diferentes obrigações com um princípio de decisão satizfatório: um princípio que lhes permitisse comportar perante deveres de prima facie que levassem a decisões opostas.

Usando dilemas éticos específicos fornecidos por eticistas, os computadores podem "aprender" princípios éticos num processo designado de aprendizagem de máquina. O robot usado na sua investigação pelos Anderson foi programado com um princípio ético.

O robot, do tamanho de uma criança, chamado Nao, foi programado usando um princípio ético descoberto por um computador. Este princípio permite-lhe lembrar as pessoas de quando tomar os seus remédios e quanto alertar uma pessoa que supervisione essa tomada ou mesmo alertar um médico quando os pacientes não os tomem. Com o aumento da espectativa de vida esta investigação pode ter importância prática futura.

O robot tem que avaliar se deve lembrar a pessoa em causa, ou se deve avisar um cuidador.

Ver ainda: O computador é capaz de ter moral, e filosofia e robótica, robótica ética e militares

O que é que grelha mais depressa?

O Telemóvel do João

Já não me recordo qual o economista beavourista que dizia que gostaria de um telemóvel para fazer/receber chamadas. Num mundo de iPhone e Droid isto parece ser desenhado para esse economista. 3 semanas em standby. Disponível na loja por 70 aéreos

14 novembro, 2010

Última folha


Last Leaf

OK Go | Myspace Music Videos

É uma animação feita com uma NX100 da Samsung.

Uma máquina de empedrar

Quando vi este vídeo fiquei curioso, será que isto funciona mesmo ou que nos estão a dar um baile. Ainda não faço ideia mas não vejo no sítio do proprietário nada com este aspecto, excepto trabalhos executados.

Em comentário do Carlos (outro Carlos claro) encontra-se o nome do fabricante do Tiger Stone a Vanku BV. Obrigado Carlos.

Jogo da Vida

Via New Scientist.

13 novembro, 2010

Colisão Chumbo Chumbo

As primeiras colisões de iões pesados foi registada às 00:30 CET a 7 Novembro e condições estáveis de operação foram registadas a partir das 11:20 CET.

A operação do LHC com iões pesados - átomos de chumbo sem electrões - é completamente diferente da operação com protões. Desde a origem até às colisões, os parâmetros operacionais têm que ser ajustados para o novo tipo de raio. Para iões de chumbo, tal como para os protões, o procedimento começa com um único raio à volta do anel num sentido e ir aumentando o número de voltas antes de repetir o processo com outro raio. Uma vez estando a circular os raios podem ser acelerados até aos 287 TeV por raio. Esta energia é mais elevada do que a usada com os raios de protões pois os iões de chumbo têm 82 protões. É necessário mais um período de ajuste cuidadoso antes do alinhamento dos raios para a colisão e depois é necessário declarar que há condições nominais para tomada de dados, conhecida no CERN como raios estáveis. Os três detectores onde são registados dados da colisão de iões de chumbo são o ALICE, ATLAS e o CMS. O CERN irá manter experiências de colisão com iões de chumbo até ao fecho técnico de inverno a 6 de Dezembro.

Trust your Primal Instinct

09 novembro, 2010

Para debater é preciso conhecer

Após o lançamento da PORDATA, a Fundação Francisco Manuel dos Santos lança o espaço PORDATA consagrado à Europa.

A partir de agora, em www.pordata.pt, todas as pessoas podem aceder de forma gratuita à informação estatística dos países da União Europeia e dos restantes países do Espaço Schengen, assim como dos Estados Unidos e do Japão, sempre que existam dados disponíveis.

Tendo já acesso às estatísticas da realidade portuguesa todos podem, a partir de agora, analisá-las num contexto europeu, formar opiniões mais fundamentadas e debater o país com maior rigor.

A direcção do projecto está a cargo de Maria João Valente Rosa e a principal fonte de informação é o Eurostat.

Visite-os também na página do facebook.

08 novembro, 2010

Fazer contas ajuda a pensar?

A Fundação Francisco Manuel dos Santos realiza, nos próximos dias 9 e 10 de Novembro, a segunda conferência do ciclo “Questões-chave da Educação” sobre o tema “Fazer contas ajuda a pensar?”.

A conferência aborda o tema do insucesso na Matemática bem como o(s) melhor(es) modo(s) de a ensinar, focando-se no papel dos exercícios de rotina e dos problemas que apelam ao raciocínio não rotineiro, encarados muitas vezes como práticas contrárias.

Consciente da importância deste tema não só para os directamente envolvidos no processo educativo mas também para a sociedade em geral, a FFMS convida-o a acompanhar a conferência em directo, através do site da SIC Online – Notícias. (http://sic.sapo.pt/online/noticias/) no dia 9 de Novembro pelas 17h30m.

05 novembro, 2010

Publicidade

O vídeo abaixo é publicidade. É uma mensagem publicitária da Orange sobre um maior equilíbrio que a Orange tenta até 2015 alcançar em termos de distribuição de lugares de gestão entre homens e mulheres.

Entropia

Vídeo feito no âmbito de um concurso da Ars Tecbnica. Wikipedia: entropia.

Via: Sean Carroll.

Performance

Miwa Matreyek cria performances onde formas reais e imagens virtuais se fundem em camadas de animação, vídeo e movimento. Por um lado podemos ver as suas performances como experiências cinemáticas que têm lugar no ecrã, por outro podemos ver o ecrã como produto do colapso de várias camadas de animação, objectos e corpo, desdobrando-se de forma rítmica. O trabalho dela anda entre a ilusão e a não ilusão.

03 novembro, 2010

Em câmara lenta tudo parece melhor

More Super Slow Motion [Water] - 550D from Rickard Bengtsson on Vimeo.

Por actividades semelhantes levei umas quantas nalgadas quando era míudo.

02 novembro, 2010

Porque sou contra a pena de morte

Por algo como isto.

Projecção no Edifício IAC

The LightLine of Gotham from seeper on Vimeo.

Esta projecção foi patrocínada pela Honda e foi efectuada sobre o Edifício IAC projectado por Frank Gehry.

O Edifício IAC tem um vídeowall com 36 metros de comprimento por 3 metros de altura (aproximadamente) o qual é "abastrecido" por 21 projectores instalados numa sala livre de poeira com uma profundidade de 1,8 metros usando uma estrutura com espelhos.

25 outubro, 2010

Noite no Observatório

No próximo dia 31 de Outubro (Domingo), o Observatório Astronómico de Lisboa tem o prazer de realizar mais uma sessão de as "Noites no Observatório".

Esta iniciativa mensal tem vindo a decorrer ao longo do ano de 2010 com o primo objectivo de proporcionar ao público um contacto próximo com a Astronomia e dar a conhecer o riquíssimo património histórico, arquitectural e instrumental, da Astronomia portuguesa e mundial nos séculos XIX e XX.

A sessão de dia 31 de Outubro terá início às 20:00 e terminará às 00:00, sendo uma actividade especial dedicada à noite de Hallowen. Neste dia serão realizadas uma palestra de divulgação e observações com telescópio. Haverá ainda uma pequena sessão musical dada por alguns dos membros do grupo musical "Aves Migratórias".

A palestra estará subordinada ao tema "Catástrofes Cósmicas", proferida pelo Prof. Doutor Rui Agostinho. As observações decorrerão em contínuo ao longo da noite e estão sujeitas às condições meteorológicas. Independentemente destas, a palestra será sempre realizada e possui uma duração aproximada de 45 minutos.

No âmbito do espírito de Hallowen, o OAL convida todos os participantes a comparecerem mascarados (quem o pretender) para se enquadrarem no ambiente lúgubre da lua pálida e vermelha, numa ligação com o além. No recinto teremos também uma banca de caracterização para crianças.

Aconselha-se o uso de roupa confortável e quente, visto que grande parte da actividade (palestra e observações) têm lugar no exterior.

O acesso à actividade é livre mas carece de uma inscrição prévia por motivos logísticos. A inscrição é efectuada online na seguinte página:

http://www.oal.ul.pt/index.php?link=actividadesOAL

Se após a inscrição verificar que não lhe é possível comparecer, por favor anule a inscrição na seguinte página:

http://www.oal.ul.pt/index.php?link=actividadesOAL_anul

A entrada na Tapada da Ajuda faz-se pelo portão da Calçada da Tapada, em frente ao Instituto Superior de Agronomia.

Ilusão óptica

Brusspup publicou uma ilusão anamórfica. Diz que já tinha a ilusão na sua cabeça. Levou 10 horas a criar.

História da Ciência (/ das Ideias)

O jornalista de medicina Michael Mosley introduz as questões fundamentais que moldaram a história das ciências. O que é que está por aí? De que é feito o mundo? Qual o segredo da vida?

24 outubro, 2010

Earl - Roocky of the year

Livros

Música por morgantj, "café connection."

A música foi licenciada sob Creative Commons.

Ilusão óptica

Anúncio da cerveja asiática Tiger.

23 outubro, 2010

Patrick Chappatte: The power of cartoons

O Mundo é plano - melhor dizendo a internet transformou-o em tal. Kenyatoons

Surviving the Future

Surviving the Future: Jamais Cascio excerpts from Jamais Cascio no Vimeo.

Documentários da CBC.

Ver ainda: Problemas perversos

Maquete virtual

8H - The 8-House de BIG no Vimeo.

Um gabinete de arquitectura apresenta um projecto de uma nova urbanização usando quer maquetes reais, quer realidade aumentada (a partir dos 2'45"). (Dinamarquês, legendas em inglês)

21 outubro, 2010

Strip me famous

Publicidade a um sistema de conferência web, com um nome que parece extraído dos filmes/banda desenhada Western

Projecção em Toyota

Eis mais um exemplo de projecção mapeada, sobre um Toyota Auris, num evento de pequenas dimensões em Shoreditch. Foram empregues 7 projectores (alguns christie) de forma a obter-se uma experiência de 360º na visualização de imagens de qualquer ângulo, podendo-se andar à volta deste "ecrã".

Alguém irá acreditar naquilo que vê em vídeo?

Christian Theobalt e a equipa do Centro Max Planck para a Computação Visual acabam de apresentar um sistema para uma manipulação fácil e rápida do aspecto do corpo e das proporções de um actor humano em vídeo.

Em câmara lenta tudo parece melhor

20 outubro, 2010

Controlo da Terra do Koko

Delicioso na sua simplicidade de Max & Dave Fleischer, 1928

Plataforma móvel para simulador de voo faça-você-mesmo

Plataforma de baixo perfil usando junta Sarrus tripla em posição triangular. Modelo a escala 1:2 em madeira para ensaiar funcionalidade. O vídeo mostra a construção e os ensaios de movimento e de interface em tempo real com o FS2004 e o X-plane.

O mecanismo de Sarrus é usado por exemplo em plataformas de elevação vertical, permitindo transformar um movimento circular limitado em movimento linear sem guias.

Mais informação em: Built for fun

Balão de hélio

Parece que a moda pegou mesmo e agora até no Cambodja se lança balões. Não tinha ideia que fosse necessário tanto hélio como o que estes fulanos usaram/adquiriram.

19 outubro, 2010

Micélio o novo plástico?

Que raio de coisa é essa? Micélio

Vulcão

Só me apetece dizer, ganda maluco

12 outubro, 2010

Winsuit

Phoenix-Fly: The Need 4 Speed from Phoenix Fly on Vimeo.

Ainda me arrepio quando vejo fulanos a planar nestas asas.

11 outubro, 2010

Tecnologia ANW

QPC - Articulated Naturality Web from Justin Montgomery on Vimeo.

Realmente nós parecemos uns animais comedores de abreviaturas de novas tecnologias ANW é a abreviatura de «Articulated Naturality Web». Consiste na fusão entre realidade aumentada e a internet. Os seus serviços incluem identificação de cena, processamento de imagem, coordenação multi-sensores, localização em tempo real, acesso sem fios, meios de informação, publicação digital, entretenimento e outros campos de realidade aumentada.

Luzes Nocturnas

Os kiwis da YesYesNo em conjunto com 2 outras entidades trataram da transformação do edifício do ferry de Auckland num local de diversão. Trataram de criar uma instalação que fosse para além da simples projecção em edifícios e permitiram que os espectadores também fossem parte integrante do espectáculo, a partir do movimento dos seus corpos e fazer uma amplificação para uma altura e 15 metros.

Usaram 3 tipos diferentes de interacção - interacção de corpos em dois parcol, interacção com mãos em duas mesas de luz e interacção de telemóveis ao rastrear o abanar dos mesmos. Houve 6 cenas em ciclo de hora a hora.

Bom divertimento.

night lights from thesystemis on Vimeo.

VSS Eve

A VSS Eve fez o seu primeiro voo planado ontem dia 10-10-10. A VSS Eve foi libertada da sua nave mãe e depois desceu em voo planado até ao espaçoporto de Mojave.

Esquiços

Sketchbook de Pavel Pazukhin no Vimeo.

Uma ilustradora, um moleskine, uma curta.

10 outubro, 2010

Sensor de pressão

Porque raio é que este fulano está a falar de sensores de pressão. Aqui há uns anos pediram-me uma instalação com chão interactivo. Lá andei a pesquisar sobre o assunto para ver como poderia fazer tal coisa. Um dos métodos seria com sensores de pressão. Passaram-se uns anitos e hoje estava a ver a minha dose de youtube (as assinaturas que tenho) e vejo um vídeo com uns fulanos a dizerem que estão a caminho da pele electrónica, de facto algo com sensores de pressão de alta sensibilidade (no outro extremo do espectro dos sensores de pressão).

09 outubro, 2010

Projecção em neve e balão

Os artistas do grupo ENESS de Melbourne dão uma nova perspectiva aos desportos de acção fundindo arte interactiva com esquiadores e utilizadores de snowboard que saltam. Para obter o que se pode ver abaixo usaram um balão insuflável de 6m entre duas barreiras de neve e usaram um programa para mapearem as visualizações para a esfera e a neve. Os desportistas foram seguidos através de uma câmara de infra-vermelhos quando voavam.

Hoje mudei de fundo

Hoje, para assinalar o final da Semana Mundial do Espaço, mudei de fundo no meu portátil, passei de uma imagem com o Space Shuttle para uma imagem da Nebulosa de Orião.

Esta vista de campo alargado da Nebulosa de Orião (Messier 42), a cerca de 1350 anos luz da Terra, foi tirada pelo telescópio de rastreamente em infravermelhos VISTA no Observatório no Paranal no Chile. O Observatório pertence à rede da ESA. O enorme campo de visão do novo telescópio permite que se crie numa única imagem uma vista da nebulosa e vizinhança e a sua componente na região dos infra-vermelhos revela regiões de baixa densidade e ainda algumas estrelas novas muito activas. A imagem cobre uma região do espaço com cerca de 1,5º.

Sessão de Encerramento da Semana Mundial do Espaço

Hoje, sábado, dia 9 de Outubro, será realizada no OAL (Tapada da Ajuda em Lisboa) a Sessão de Encerramento da Semana Mundial do Espaço que terá a participação da Direcção da Agência Ciência Viva, do OAL/FCUL, Centros Ciência Viva e escolas participantes.

Todo o público é convidado a aparecer e conhecer investigadores e engenheiros portugueses do sector aeroespacial. A sessão será entre as 15:30 e as 17:30, seguida de uma visita guiada ao OAL e observação do Sol se a meteorologia permitir.

Nesta sessão anunciar-se-á a abertura do Concurso Nacional para o SpaceCamp, cujos vencedores (2 alunos e 1 professor) terão presença garantida no International SpaceCamp 2011, a realizar no U.S. Space, nos EUA. http://www.cienciaviva.pt/rede/space/home/astrobiologia.asp

    Haverá uma sessão de pequenas apresentações, com 15 minutos (+5min de perguntas) cada uma, em que se pretende apresentar as actividades que alguns portugueses desenvolvem com o Espaço:
  • David Luz: "A missão Venus Express", (CAAUL-FCUL)
  • Rui Santos: "Um Magnetómetro Português no Espaço", (LusoSpace)
  • Carlos da Câmara: "Aplicações dos Satélites Meteorológicos ao Estudo das Propriedades da Superfície Terrestre", (CGUL-FCUL)
  • Rui Pereira: "AMS: Observação de raios cósmicos na Estação Espacial Internacional", (LIP)
  • José Manuel Rebordão: "GAIA - uma missão de astrometria para melhor conhecer as estrelas", (FCUL-CAAUL)

70

Homenagem a John Lennon. Manuel Falcão apontou um artigo do New York Times sobre esta data

08 outubro, 2010

Projecto Linspotting

Linspotting de Caroline Pimenta no Vimeo.

Era uma vez em Lisboa às 8:30...

Só um pingo de nitroglicerina

ALU em Minecraft

Isto parece um meme o outro dia apontei aqui para alguém que tinha concebido um simulador de um 6502 em JavaScript. Hoje trago-vos um simulador de uma unidade lógica e aritmética (ALU) feito em minecraft. A ALU ainda não tem todas as capacidades que o seu conceptor pretende dar-lhe. Esta ALU faz parte de um computador 16-bit que irá correr inteiramente em Minecraft. O computador irá ser compatível com o "Hack", ou seja irá correr código a ser usado numa máquina Hack descrita no livro "The Elements of Computing System".

Vídeo abaixo.

Via: Bit-Tech

Intervalo

06 outubro, 2010

Problemas Perversos

Num comentário no google buzz, João Sanches, dizia que achava que na TEDxBarcelona tinha gostado muito de uma apresentação de Alfons Cornella "Apresentação dos Desafios a serem Resolvidos pela Nova Geração". Alfons Cornella é um licenciado em física, cuja primeira actividade foi a divulgação científica, explicando coisas complexas de forma simples. Alfons Cornella fundou o site de referência de informação de inovação em Espanha o infonomia.com/.

Agora de volta à carne da palestra, os desafios a serem resolvidos pela próxima geração. Na sua apresentação, usando um quadro electrónico, Alfons Cornella depois de fazer uma abordagem à problemática diz a certa altura que a próxima geração necessita ter capacidade de resolução de problemas perversos. E alguém pergunta o que raio é um problema perverso? Problemas perversos são problemas persistentes, não completamente explicitados. Podemos ver algumas características de problemas domesticáveis vs perversos:

Problemas domesticáveis

Problemas perversos 
(Wicked problems)

Pode ser formulado exaustivamente de tal modo que pode resolver-se sem necessidade de informação adicional

Não há nenhuma formulação definitiva num problema perverso, não há uma “regra de detecção”

Paradoxalmente só se podem formular quando há resultados (necessitam de informação adicional quando se alcança uma solução)

Problema e solução são 2 coisas diferentes

A formulação do problema corresponde ao estado da solução (e vice-versa)

As soluções podem ser consideradas correctas e o seu espaço de possibilidades é restrito

Não se pode afirmar que exista alguma forma de convergência. Estão restringidos aos recursos disponíveis: tempo, capital, dinheiro, paciência...

As soluções fundamentam-se na lógica booleana (verdadeiro/falso)

As soluções dependem do seu contexto e são valorizáveis como melhores ou piores

A sua resolução funda-se num conjunto finito e conhecido de operacões permitidas

A resolução (quando possível) realiza-se com base em princípios éticos

O problema pode ser visto como uma descrepância em relação a um estado de normalidade

O problema admite várias explicações não valorizáveis para a mesma descrepância em relação ao estado de normalidade, A escolha de uma explicação determina a natureza da resolução do problema perverso

O problema não faz considerações adicionais

A perversidade do problema pode ser considerada como sintoma de outro problema (talvez também ele perverso)

A solução pode ser confirmada e tem carácter estático no tempo

Não é possível a corroboração da solução pois esta tem carácter dinâmico e caótico

Podem existir soluções prototípicas e que o problema seja classificável

Cada problema perverso é essencialmente único. Não se repetem, a solução é “on demand” e requer adaptação (estrutural)

A solução é um avanço numa curva de aprendizagem

A novidade permanente torna inexistente a possibilidade de uma aprendizagem progressiva. A resolução de um problema perverso é pontual.

Roubada descaradamente da wikipedia.

Nota lateral ele fala bem melhor do que desenha, mas como meio de ilustração do discurso oral não está nada mal.

05 outubro, 2010

Balões Meteorológicos

Homemade Spacecraft from Luke Geissbuhler on Vimeo.

Parece que pegou a moda do lançamento de balões, projectados e feitos por um grupo de não especialistas, com câmaras e GPS para a estratosfera. Para depois nos fazerem fosquinhas.

04 outubro, 2010

Quem sou eu?

O problema

Web 3.0 from Kate Ray on Vimeo.

A nossa capacidade para criar informação excede largamente a nossa capacidade de gestão. É como se estivéssemos afogados na nossa própria riqueza. É isto que está a suceder, porque dispomos de toda esta informação, todos estes pontos de acesso e verdadeiramente não há meio de auxiliar e controlar tudo excepto aquela informação que se seja capaz de armazenar no nosso cérebro. E não conseguimos memorizar tanta. Assim, temos todos este potencial enorme mas não dispomos de ferramentas para o controlar.

Transcrição em castelhano.

Nokia

Qualquer que seja o telemóvel que apareça no vídeo publicitário acima, é um grande salto em relação à trelamóvel que uso quotidianamente.

29 setembro, 2010

Scanner

A «Rocky Mountain Ventures» demonstrou uma família de scanners portáteis, constituída pelo flip-pal, um scanner móvel e o capture-id um scanner sem fios. O «flip-pal» permite ver aquilo que se esta a capturar, permitindo que ajustemos o scanner à imagem que queremos obter, colocando-o no local correcto.