Web,ruby, Ajax ou qualquer outra coisa que me venha a cabeça (com prioridade para esta última)

27 abril, 2010

TED 2010 - Stephen Wolfram

Sou um fanboy da TED e do Stephen e esta palestra mostra que há pessoas que arriscam e empreendem de forma continuada, é uma palestra a não perder.

Hotelicopter

Viajar à noite com estilo. Estilo russo! Só é pena não voar (ainda?)

Via: jorge candeias - Holy shit. This thing flies?

25 abril, 2010

22 abril, 2010

Quentinho

A composição acima resulta da montagem de imagens em diferentes bandas do espectro electromagnético obtidas por uma sonda espacial com quatro telescópios, dois painéis solares e duas antenas de longo alcance. HMI é o acrónimo de «Helioseismic and Magnetic Imager» que irá estudar a variação e as características do interior solar e os componentes da actividade magnética na sua superfície. AIA é o acrónimo de «Atmospheric Imaging Assembly», capaz de transmitir imagens do disco solar inteiro, nas faixas de ultra-violeta e infra-vermelho.

Após o lançamento, a sonda foi colocada pelo foguete Atlas numa órbita com o perigeu inicial de 2500 km, que será mudada aos poucos, com ajustes periódicos, que a estabilizarão na sua órbita geossíncrona circular a 36 mil km de altitude.

Via: Daily Mail.

Experiência com Realidade Aumentada

A plataforma de realidade aumentada da YDreams suporta câmaras sensíveis à profundidade. Este tipo de câmaras permite a determinação da posição 3D dos utilizadores (suporta vários utilizadores) e objectos no ambiente, tornando possível uma experiência de realidade aumentadas sem marcadores. Os objectos virtuais adicionados ao vídeo interagem com o utilizador tal como os objectos reais.

Suponho que este vídeo tenha a haver com a apresentação de Ivan Franco, na eComm.

21 abril, 2010

Falta a EVA

Um dos métodos científicos é o método hipotético-dedutivo e o registo das experiências com um detalhe suficiente para permitir a sua reprodução. O Adão (ADAM) é uma nova etapa nestes dois aspectos. O Adão gerou autonomamente hipóteses genómicas sobre levedura Saccharomyces cerevisiae, usada na produção da loira, e obteve resultados experimentais. Um grupo de cientistas criou uma ontologia e uma linguagem lógica. A formalização envolveu 10.000 unidades de pesquisa diferentes com uma estrutura em árvore com 10 níveis, com 6,6 milhões de medidas de biomassa.

Há, pois é, pelos vistos os robots parecem servir para mais do que dobrar toalhas.

Assalto a: AAAS.

18 abril, 2010

Manter o Ubuntu Limpinho

Normalmente não colocaria aqui esta entrada, pois a papinha já está toda praticamente feita, deixando pouco espaço. Mas eis 8 passos para manter uma maquineta com Ubuntu em boa forma. Isto normalmente apareceria nos meus apontadores.

17 abril, 2010

Ah ladrão!

Homem e Computador

O filme «Man & Computer» realizado em 1965 pela filial da IBM no Reino Unido oferece um módico de compreensão de como operam os computadores. Grande parte do filme simula como 5 pessoas, usando equipamento normal num escritório dessa altura, podem simular o funcionamento de um computador. O filme emprega um número de técnicas, incluindo animações e algumas breves imagens do IBM System/360 apenas alguns meses após o seu lançamento.

O utilizador Museu da História do Computador apresenta uma coleção de vídeos bastante extensa.

12 abril, 2010

Retórica vs. Lógica

Hoje depois de ter feito uns comentários mais mordazes e ter-me censurado um pouco num deles, aproveitei e reflecti um pouco sobre o assunto.

Não há nada que eu goste mais do que de retórica. Retórica é muito melhor do que a lógica porque a sua finalidade é mais convencer do que se poder provar. É aí que podemos encontrar: "Sei que é verdade porque sinto como verdadeiro". Quando experimentamos nós próprios a retórica acabamos por ser algo hipócritas, inconsistentes, ilógicos e mesmo estúpidos. Chega-se a mestre da retórica quando se consegue demonstrar essa inevitabilidade com palavras suficientes para convencer alguém de que aquilo que dizemos é verdadeiro.

Tanto quanto os programadores gostem de pensar em si próprios como se conduzindo na vida como um Coronel Sanders do Matrix com lógica irrepreensível, na verdade comporta-mo-nos mais como o SPD-13. A nossa insistência em como somos tão lógicos está tão longe da verdade que parecemos mais correr em círculos num deserto como quando estamos perdidos e nunca produzimos conclusões coesas completas.

Mais importante do que isto a nossa insistência no pensamento lógico leva a que a maior parte dos programadores se esqueça completamente dos truques de retórica e de qualquer sátira ou subtexto. Para nós qualquer erro factual, independentemente de ser engraçado ou hiperbólico é indesculpável (guilt as charged).

Fazemos parte do tipo de pessoas que vê o filme "Hot Tub Time Machine" e se queixa que a física está toda errada. Não há nenhuma maneira daquela máquina do tempo funcionar a não ser no sentido do Arcebispo++. A dinâmica quântica da força de redução falhará inevitavelmente por estar imersa em água! Para nós o ridículo e a idiotia não tem piada, tratando-se de meros filtros nas nossas vidas incrivelmente chatas, sérias e conversadoras que nos aborrecem em excesso.

Inventei uma máquina de viajar no tempo. Comecei a construí-la de manhã, quando acabei já eram 6 da tarde. (http://bit.ly/fB1FG)